Programação do Dia 25/11

25 de novembro de 2016

Hoje damos início a Semana Convida: Cachoeira Doc – Com Mulheres! Programa super especial de curadores mulheres, com filmes sobre/a partir de mulheres. Os 3 filmes de hoje, 15h, são marcos importantes do cinema com essas características!

Às 17h tem uma sessão de curtas Realizações do Rio com várias estreias mundiais.

De noite, a Mostra Competitiva exibe às 19h15 dois petardos em torno da problemática indígena no Brasil; e às 21h30 é cinema sensorial na veia com 3 filmes absolutamente únicos.

_ PROGRAMAÇÃO DO DIA 25/11

*

15h – CACHOEIRADOC – COM MULHERES: SESSÃO MULHERES DE PERTO
_ apresenta três obras de quatro fortes realizadoras, que falam isoladamente sobre o padrão feminino na sociedade em plena ditadura, a necessidade da etnologia ocidental para definir o “outro” e a vida de mulheres em um ambiente de seca.

“A entrevista”, de Helena Solberg, 20 min, 1966, Brasil
“Remontagem”, dir. Trinh T. Minh-ha, 40 min, 1982, EUA
“Rio de mulheres”, dir. Cristina Maure e Joana Oliveira, 21 min, 2010, Brasil

_compre aqui!

*

17h – REALIZAÇÕES DO RIO:
_ com as quatro primeiras obras inéditas no Rio de Janeiro, temos performance de Matana Roberts em “Black”, a surrealidade de “Desmonte” em encontrar escombros de uma outra escola numa escola ocupada do Rio, o olhar particular de Jaquelina Maria sobre semelhanças e diferenças e novo curta de André Parente. Além disso, temos a ficção científica “A maldição tropical” apresentada no Cine Esquema Novo 2016 e “Ondas”, filme feito à mão com fotogramas de 35mm capturados nas praias cariocas.

“Black”, dir. Fabian Cantieri, 10 min, 2016, RJ
“Desmonte”, dir. Mariana Cavalcanti, 7 min, 2016, RJ
“Um horizonte de 3,5 km”, dir. Jaqueline Maria, 13 min, 2016, RJ
“Ilhas de pedra”, dir. André Parente, 7 min, 2016, RJ
“A maldição tropical”, dir. Luisa Marques, 13 min, 2016, RJ
“Ondas”, dir. Sebastian Wiedemann, 10 min, 2015, RJ

_compre aqui!

*

19h15 – MOSTRA COMPETITIVA:
_ primeira sessão do dia dos filmes em competição temos duas obras sobre indigenismo. “Abigail”, exibido na Quinzena dos Realizadores 2016 e em uma série de outros festivais, conecta indigenismo e candomblé. “Taego Ãwa”, Melhor Filme do júri popular no 19º FICA e do júri oficial do CachoeiraDoc, vai de encontro aos wa, levando antigos registros do desterro e fazendo novas imagens da luta.

“Abigail”, dir. Isabel Penoni e Valentina Homem, 17 min, 2016, PE
“Taego Ãwa”, dir. Henrique Borela e Marcela Borela, 75 min, 2016, GO

_compre aqui!

*

21h30h – MOSTRA COMPETITIVA:
_ a sessão inicia com o inédito curta de Luiz Roque, que gira em torno de um vírus que afeta a população transgênero na São Paulo de 2050. Em seguida temos “Solon”, filme ganhador de Melhor Fotografia no Festival de Brasília 2016 que dialoga com artes visuais, performance e ficção científica. Para fechar o dia, o longa “Muito Romântico” sobre a procura de uma nova vida em Berlim do duo artístico Distruktur, apresentado no Festival de Berlim 2016 e recentemente na Mostra de São Paulo 2016.

“”Heaven”, dir. Luiz Roque, 10 min, 2016, SP
“”Solon”, dir. Clarissa Campolina, 16 min, 2016, MG
“Muito romântico”, dir. Melissa Dullius e Gustavo Jahn, 72 min, 2016, Brasil-Alemanha

_compre aqui!