PREMIAÇÃO JÚRI OFICIAL

O júri da 8a Semana dos Realizadores indicará cinco destaques entre os longas, curtas e médias-metragens em competição. Dois prêmios são fixos – os de melhor filme e o prêmio especial do júri, que deverão obrigatoriamente ser destinados a obras de formatos diferentes (um longa e um curta ou média-metragem). Outros três prêmios serão indicados pelo júri de acordo com sua avaliação, podendo destacar aspectos técnicos ou estéticos que se sobressaiam no conjunto das obras apresentadas.

Os premiados serão agraciados com troféus-imagens da artista Clara Moreira e ainda com os prêmios de nossos parceiros Afinal Filmes, Prêmio-Aquisição Canal Curta!, além de seleção automática por nossos programadores parceiros.

Amaranta Cesar

Amaranta Cesar é professora e pesquisadora de cinema e audiovisual da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. É Doutora em estudos cinematográficos pela Universidade de Paris 3 – Sorbonne Nouvelle e possui pós-doutorado pela New York University. Coordena e é curadora do CachoeiraDoc – Festival de Documentários de Cachoeira.


Andrea Capella

Estudou arquitetura, história da arte, cenografia e cinema, especializando-se em direção de fotografia na UFF, onde também lecionou entre 2004 e 2006. É diretora de fotografia dos longas-metragens Ressaca, de Bruno Vianna, A Fuga da Mulher Gorila e A alegria, ambos de Felipe Bragança e Marina Meliande, além dos curtas-metragens Na sua companhia, de Marcelo Caetano, e Por dentro de uma gota d’água, de Felipe Bragança e Marina Meliande. Dirigiu com Peter Lucas o curta Instantâneos, premiado como melhor filme na edição de 2011 do Festival Primeiro Plano. Colabora com diversos artistas de artes visuais, teatro e dança com experiências em iluminação, fotografia e vídeo, dentre eles Laura Lima, Gustavo Ciríaco, Marcela Levi, Alice Ripoll, Fernanda Eugênio, Cristina Moura e Paola Barreto. Como artista visual, desenvolve trabalhos em diversas mídias como fotografia, vídeo e desenho. Em 2012, participou da Rio Occupation London, evento produzido e patrocinado pela SEC-RJ que reuniu jovens expoentes do cenário cultural carioca em uma residência artística colaborativa na capital inglesa.


Julia Rebouças

Curadora, pesquisadora e crítica de arte. É co-curadora da 32ª Bienal de São Paulo (2016). De 2007 a 2015, integrou a curadoria do Instituto Inhotim, em Minas Gerais. Colaborou com a Associação Cultural VideoBrasil, integrando a comissão curatorial dos 18º e 19º Festivais Internacionais de Arte Contemporânea SESC Videobrasil (2012-2015). Em 2013, foi curadora adjunta da 9ª Bienal do Mercosul, em Porto Alegre. Realiza projetos curatoriais independentes, dentre eles a exposição Zona de Instabilidade, com obras da artista Lais Myrrha, na Caixa Cultural Sé, em São Paulo (2013), e na Caixa Cultural Brasília (2014). Foi jurada do concurso que selecionou o projeto arquitetônico e curatorial do pavilhão do Brasil na Expo Milano 2015, em Brasília. Escreve textos para catálogos de exposições, livros de artistas e colabora com revistas de arte. Graduou-se em comunicação social pela UFPE. É mestre pelo programa de pós-graduação em artes visuais da UFMG e doutoranda pelo mesmo programa.