Premiados da IV Semana

A IV Semana dos Realizadores terminou no Rio de Janeiro no dia 29/11 com o saldo positivo de bons filmes, salas lotadas, público assíduo e discussões importantes.

Para pontuar a seleção deste ano, foram convidados a participar do júri Bruno Safadi, realizador; Daniel Queiróz, curador; e Juan Pablo Bastarrachea, também curador.

A premiação do júri foi:


menção honrosa
pelo desenho de um experimento que nos dá a conhecer histórias carregadas de intimidade e cumplicidade e consegue, através do cinema, ressignificar e colocar em questão relações tão caras a cultura brasileira, oferecemos uma menção honrosa ao filme “Doméstica”, de Gabriel Mascaro.

prêmio especial – melhor plano
pela forma como estabelece um embate entre quem filma e quem é filmado, pela força advinda do olhar, do tempo, da confrontação, amplificados pelo silêncio, encerrando e dando sentido a uma viagem, a uma busca que se faz através do cinema, oferecemos o prêmio especial MELHOR PLANO àquele que podemos chamar de “a câmera encara Zeljka ou Zeljka encara a câmera”, que encerra o curta:”O Inverno de Zeljka”, de Gustavo Beck.

prêmio especial – destaque de realização
pela construção que confronta com o som e com a imagem, com a imaginação – um grito político-cinematográfico; pelo modo como reponde à urgência da criação, oferecemos o prêmio especial DESTAQUE DE REALIZAÇãO ao curta “Não Estamos Sonhando”, de Luiz Pretti.

melhor curta
pelo vigor cinematográfico, pela forma como enquadra os personagens, seus corpos, pelo uso que faz das camadas sonoras, pela potência gerada por uma produção jovem e visceral, escolhemos “Charizard”, de Leonardo Mouramateus, como o melhor curta da IV Semana dos Realizadores.

melhor longa
pela forma com que consegue abordar a vida pela ficção, pelo modo com que utilizar a música e a coreografia como elementos narrativos, pela sensibilidade com que trabalha a estética da tragédia e a transporta para um mundo imprevisível, escolhemos, como melhor longa, “O que se move”, de Caetano Gotardo.
*******

“O que se move”, escolhido como Melhor longa metragem da IV Semana dos Realizadores, ganha o Prêmio Cinecolor que consiste em um DCP e uma HDCam legendados. O filme será também automaticamente selecionado para nosso parceiro Festival Cinematográfico Internacional del Uruguay.

Dentre nossos parceiros exibidores, o festival mexicano Distrital, Cine y Otros Mundos escolheu “Em busca de um lugar comum”, de Felippe Schultz Mussel, para ser exibido em sua próxima edição; e o cinema Cine Tonalá, também do México, convidou “Doméstica”, de Gabriel Mascaro, para ficar um mês em cartaz no segundo semestre de 2013.