RETRATOS PERDIDOS (RETRATOS INDIVIDUAIS)

Quinta  29/11 19h

Dir. Ricardo Nicolayevsky  |  72min . digital . 1982-1985 . EUA/México

 

Ricardo Nicolayevsky, artista multimídia, nasceu na Cidade do México em 1961. Se mudou para Nova York no início dos anos 1980 para estudar cinema e lá deu início a seus Retratos Perdidos. A série de retratos filmados entre 1982-85 em Nova York e em sua cidade natal oscilam entra a espontaneidade e a encenação, entre o registro de um simples vídeo caseiro e o cinema experimental.

Talvez só com o passar dos anos este material tenha alcançado seu sentido pleno: o de um registro não apenas de uma época, mas das possibilidades de um cenário vital e cultural que segue incompleto. Na verdade, se tratam de “retratos perdidos”. Algo nestas imagens nos remetem à origem do cinema, a uma certa ingenuidade e à expectativa de quando tudo ainda estava por se realizar. Expectativa do estudante que começa a explorar as possibilidades de uma câmera e para quem todos os filmes e a história do cinema se projetam pela primeira vez. Operários saindo de uma fábrica ou, em seu caso, amigos voltando de uma festa. O que aconteceu aos personagens retratados? Onde e quando se perderam? Há algo nestes registros em Super-8 e 16mm que também remetem àqueles em que se filmaram infâncias que logo se tornaram vidas perdidas. Dois, três, quatro minutos de luz e, então, nada. E, ainda assim, os retratos de Nicolayevsky nos fazem acreditar que tudo (a vida, o cinema e o amor) é possível.